Suplementos Para Atletas Amadores

Por: Dani Christoffer

Quem acha que suplemento é só para atletas profissionais, faz mal, engorda ou só serve para ficar forte, é porque não conhece a importância deles.

Para manter o condicionamento físico, alcançar o corpo dos sonhos é preciso determinação e paciência. No entanto, os resultados não são imediatos e, por mais que se tenha disciplina nos treinos, é preciso manter uma alimentação balanceada.

Na dieta não podem faltar proteínas, carboidratos, vitaminas, sais minerais e gorduras na dosagem correta. Mas nem sempre conseguimos ingerir o necessário que o nosso corpo precisa, aí entram os suplementos. Eles sim vão suprir, na dose certa, a perda e a falta desses nutrientes no organismo.

Porém, vale ressaltar que eles não substituem as refeições e precisam ser consumidos na medida certa.

Os suplementos contêm proteínas, antioxidantes, vitaminas e minerais e são usados como complementos na dieta. Atualmente no mercado existem diversos tipos de suplementos com finalidades e categorias diferentes. Eles se dividem em:

Energéticos: responsáveis por repor o carboidrato e açúcares queimados durante o treino.

Repositores hidro eletrólitos: regulam a manutenção dos líquidos corporais durante a prática de atividade física.

Proteicos: como o próprio nome define, a base é proteína. Nutriente amplamente utilizado nas atividades físicas e auxilia, por exemplo, na hipertrofia muscular.

Aminoácidos de cadeia ramificada: ajudam a fornecer energia ao organismo por concentrarem grande quantidade dos aminoácidos como: leucina, valina e isoleucina. Estes aminoácidos trabalham com processos anabólicos, e ajudam a reduzir o cansaço nos exercícios de longa duração.

Extratos funcionais: substâncias que estimulam o metabolismo corporal como a cafeína, glutamina e o óxido nítrico.

Alimentos compensadores: visam a adequação dos macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídeos), importantes na dieta de praticantes de atividade física.

É bom lembrar que antes do consumo de qualquer suplementos deve-se consultar um nutricionista, endocrinologista ou um profissional habilitado. Ele, após uma avaliação e exames, vai poder escolher qual é o melhor suplemento e a dosagem correta para o consumo, de acordo com cada um. A utilização em excesso de suplementos alimentares pode ocasionar o aumento da pressão arterial, sobrecarrega dos rins e do fígado. E com excesso de carboidrato na composição, pode haver aumento de peso.

Então já sabe, se você pratica atividade física constante, quer melhorar o seu desempenho, procure um especialista e saiba se seu corpo está precisando repor os nutrientes perdidos durante os treinos. E os suplementos podem ajudar!

Quem acha que suplemento é só para atletas profissionais, faz mal, engorda ou só serve para ficar forte, é porque não conhece a importância deles.

Para manter o condicionamento físico, alcançar o corpo dos sonhos é preciso determinação e paciência. No entanto, os resultados não são imediatos e, por mais que se tenha disciplina nos treinos, é preciso manter uma alimentação balanceada.

Na dieta não podem faltar proteínas, carboidratos, vitaminas, sais minerais e gorduras na dosagem correta. Mas nem sempre conseguimos ingerir o necessário que o nosso corpo precisa, aí entram os suplementos. Eles sim vão suprir, na dose certa, a perda e a falta desses nutrientes no organismo.

Porém, vale ressaltar que eles não substituem as refeições e precisam ser consumidos na medida certa.

Os suplementos contêm proteínas, antioxidantes, vitaminas e minerais e são usados como complementos na dieta. Atualmente no mercado existem diversos tipos de suplementos com finalidades e categorias diferentes. Eles se dividem em:

Energéticos: responsáveis por repor o carboidrato e açúcares queimados durante o treino.

Repositores hidro eletrólitos: regulam a manutenção dos líquidos corporais durante a prática de atividade física.

Proteicos: como o próprio nome define, a base é proteína. Nutriente amplamente utilizado nas atividades físicas e auxilia, por exemplo, na hipertrofia muscular.

Aminoácidos de cadeia ramificada: ajudam a fornecer energia ao organismo por concentrarem grande quantidade dos aminoácidos como: leucina, valina e isoleucina. Estes aminoácidos trabalham com processos anabólicos, e ajudam a reduzir o cansaço nos exercícios de longa duração.

Extratos funcionais: substâncias que estimulam o metabolismo corporal como a cafeína, glutamina e o óxido nítrico.

Alimentos compensadores: visam a adequação dos macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídeos), importantes na dieta de praticantes de atividade física.

É bom lembrar que antes do consumo de qualquer suplementos deve-se consultar um nutricionista, endocrinologista ou um profissional habilitado. Ele, após uma avaliação e exames, vai poder escolher qual é o melhor suplemento e a dosagem correta para o consumo, de acordo com cada um. A utilização em excesso de suplementos alimentares pode ocasionar o aumento da pressão arterial, sobrecarrega dos rins e do fígado. E com excesso de carboidrato na composição, pode haver aumento de peso.

Então já sabe, se você pratica atividade física constante, quer melhorar o seu desempenho, procure um especialista e saiba se seu corpo está precisando repor os nutrientes perdidos durante os treinos. E os suplementos podem ajudar!

Kikos é digital