Yoga Na Gestação

Por: Dani Christoffer

Yoga é uma prática, um estilo de vida. A palavra Yoga significa “unir”, e este é exatamente o objetivo dos praticantes, encontrar a harmonia, a união entre o corpo, a mente e o espírito. E durante a gravidez, um dos momentos mais especiais na vida de uma mulher, a prática pode fazer toda a diferença.

 “Durante a gestação, o corpo da mulher está numa constante mudança e a Yoga vem ajudar nesse contínuo ajuste. Focamos muito na respiração, que tem um papel crucial na hora do parto, seja ele qual for. Fora a conexão entre mãe e filho. É um mundo de mudanças e sensações, onde ninguém mais pode entrar”. Explica Sá Souza, Professora de Vinyasa Yoga e Yoga para Gestantes.

10 motivos para a gestante praticar Yoga!

1- Melhora o sono.

2- Reduz o stresse e a ansiedade.

3- Diminui a dor lombar, náuseas, dores de cabeça, falta de ar e a síndrome do túnel do carpo (que pode levar a dormência formigamento, fraqueza nas mãos e nos dedos).

4- Ajuda a diminuir o inchaço do corpo.

5- Alivia a prisão de ventre.

6- Aumenta a força, flexibilidade e resistência dos músculos necessários para o parto.

7- Diminui o risco de parto prematuro, hipertensão induzida pela gravidez e restrição de crescimento intrauterino (uma condição que retarda o crescimento de um bebê).

8- Permite que as mulheres grávidas se encontrem durante a prática e troquem experiências dessa nova fase.

9- Melhora a comunicação entre mãe e bebê.

10- Estimula o alongamento, centralização mental e foco na respiração (no dia do parto você com certeza agradecerá por ter aprendido essas técnicas).

Para começar a praticar o ideal é esperar passar os três primeiros meses e, o médico liberando, realizar numa frequência de duas vezes por semana.

A professora Sá não aconselha à gestante praticar Yoga sozinha, é importante que seja na presença de um instrutor, com formação de Yoga para gestantes.

No pós-parto pode?


“A Yoga Pós Parto é incrível. Mais uma vez ela te conecta com todas as mudanças que continuam no seu corpo. Geralmente nas aulas Pós-Natal, os primeiros 20 minutos são do Bebê, com posturas para eles e só depois focamos na mãe. Mas atenção, o tempo para recomeçar as atividades físicas varia de parto natural e cesária. É preciso checar com seu médico”.

O que a gestante deve evitar durante a prática?

– Torção.

– Deitar de barriga no chão.

– Contração forte do abdômen.

– Reter o ar.

Nunca se esqueça! Respeite os limites do corpo, respire corretamente, tente realizar as posturas com consciência e sempre com orientação. E não se esqueça do acompanhamento do médico.

Que a Yoga te dê o equilíbrio, paz e tranquilidade para que esse momento mágico seja ainda mais saudável e feliz!